domingo, 5 de abril de 2009

Sê feliz e Dança

Sê feliz e dança.
Dança como uma louca,
Em devaneio, sem receio.

Já não há Mar, nem Terra,
Nem Estanho, nem Fogo,
Que detenham tanto Sonho,
Tanta Vida!

És tu em potência.
Somos nós em essência.
Nem sei quando, nem porquê,
Mas sinto-me aí – No cordão e no umbigo
Desse teu Movimento.

Depois,
Quando o Prazer terminar,
Não sei se nos podemos reencontrar.

Sei que,
Sem mim,
Podes continuar a dançar.
Luís Gonçalves Ferreira

Depois de um dia de trabalho e estudo apeteceu-me escrever isto. Não sei quem o inspira, se algo de real transpira nestas linhas.
Às vezes saem-me coisas que não consigo explicar.
Deve ser do amanhã - o meu primeiro (pseudo) dia de férias - e de um teste qualquer que tenho para fazer.

Sem mais,
Luís Gonçalves Ferreira

4 comentários:

  1. Só o título é bom. Mas eu teria dado uma oprtunidade a mim mesmo (e a ela, suponho) ao escrever "Sei quem EM mim podes continuar a dançar" em vez do "sem" :)

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  2. Belo poema...=D
    Gostei muito..parabéns!

    Bjo.

    ResponderEliminar
  3. Gosto. Gostei. Gosto.
    Gosto da ideia de uma despedida dançada, pese embora me assuste toda e qualquer despedida.

    ResponderEliminar
  4. Gostei tantoo :) Já tinha "saudades" de vir aqui.

    "Sê feliz e dança", se podesse passava mesmo a minha vida a dançar sem pensar nos problemas, nas responsabilidades, nas chatices... apenas me preocupava em seguir o ritmo da música.

    Beijinho

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!