quinta-feira, 21 de maio de 2009

Feias, porcas e más

http://fc05.deviantart.com/fs42/f/2009/121/b/e/estas_pessoas__by_mariadesconhecida.jpg


Tenho, cada vez mais, uma tendência intrínseca para nutrir ódio em relação às pessoas. Às vezes, principalmente nas nossas conversas (ela sabe quem é), chego (ou chegamos?) efectivamente a essa conclusão: Eu odeio as pessoas.

Algumas são verdadeiramente feias, porcas e más. Completamente “triclínicas” em termos sentimentais e comportamentais (não físicos, nem científicos). Ando a descobrir se é psico-patológico, educacional ou simples e afã estupidez humana.

(um dia faço um qualquer estudo estatístico sobre isso)

Há pessoas más, muito más.
Há pessoas porcas, muito porcas.
Há pessoas feias, mesmo feias.
Há pessoas completamente "apessoas".

Fico sem saber quantas são e por onde andam. Sei de algumas. Irei (com certeza absoluta-sintéctica-analítica) encontrar, por esse mundo fora, outras mil e muitas. Ainda não desenvolvi os sentidos para as conseguir detectar à légua. Enquanto não for capaz de tal proeza sensitiva vou continuar a sofrer.

Mas, como costumo dizer (em jeito de conformação): a vida é p”#a, imensamente p”#a .

Sem mais,
Luís Gonçalves Ferreira

6 comentários:

  1. Talvez a vida nem seja tão PUTA, as pessoas ditas PUTAS é que a transformam numa PUTA de vida!


    Está escrito, está provado: Nós iremos sempre sofrer pelas atitudes dos outros, bom seria se tivessemos essa tal proeza sensitiva de que falas! Nós caímos, caímos muitas vezes! Usam-nos e abusam das nossa estúpida ingenuidade e do nosso estúpido sentimentalismo e ...
    Sabes uma coisa, eu considero-me realmente ESTÚPIDA por ainda acreditar nas pessoas e não entender que há gente que não presta e que só quer brincar connosco :D Mas enfim, um dia vou aprender, acho que vou começar as aulas hoje!

    Existem pessoas muito más, muito porcas, muito feias ... e muito como eu - que se deixam enganar e ainda sofrem que nem perdidas! Conclusão: Sim, eu sou estúpida! LOL


    ( ...e lá vim eu ao teu blog torturar-te com os meus desabafos! Mas sabes que este texto está PERFEITO e adequa-se perfeitamente ao que estou a passar neste momento!)

    ResponderEliminar
  2. Não sei se me apetece rir ou chorar ...

    O odiozinho de estimação por certas e determinadas pessoas já fazem parte de mim. O que vale é que existem pessoas que tornam a vida tão melhor, que esse sentimento, tal como as pessoas por quem o nutro, feio, porco e mau acba por ser atenuado.

    A estipidez humana deixa-me "Exaurida" (acho que nunca disse esta palavra tantas vezes como nas duas últimas semanas). A verdade é que acho, não, tenho mesmo a certeza que sou estupidofobica.

    Um enfim muito grande para as pessoas que sofrem de estupidez humana e muuuuuuuuuuita força para os estupidofobicos deste mundo!

    [Momento Zen]




    Beijo! =)

    ResponderEliminar
  3. Talvez tudo derive, mesmo, da estupidez humana....

    Tal como a AP, também sou daquelas pessoas que se deixa enganar, e que acredita nas pessoas. Se sou estúpida por isso, então que seja! Mas hei-de sempre acreditar que as pessoas podem mudar, até mesmo as que são muito más, muito porcas, muito feias... ou talvez esteja a enganar-me a mim mesma em acrediar nisto!!!

    Não acho que a vida seja puta, só é puta para quem faz dela isso mesmo!

    Bjo

    ResponderEliminar
  4. Há pessoas mesmo assim, sem saber um porquê, sim elas existem!
    Divergências*
    Gostei :)

    ResponderEliminar
  5. Humilde mas muito bom :)
    Beijinho Luis *

    ResponderEliminar
  6. Sim, a vida é isso tudo.
    Mas, quanto a mim, são as pessoas que a fazem o que ela é.
    Creio firmemente na ideia de que o ser humano é naturalmente mau (basta atentar na crueldade das crianças) e que só se vai refinando por mor do bem estar social, a tal ponto que, depois, se "esquece" da sua maldade, uma vez constatado o facto de que só nos fazem bem se formos bons. Claro que isto também aponta para o nosso inato egoísmo...
    Não tenho nada contra o ódio, contra o não-gostar. Quando não gosto, faço-o com o corpo todo. Exactamente como quando gosto.

    E, por falar nisso, gostei!
    ;)

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!