quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Agora são as pessoas

Há pessoas que me intrigam, porque não lhes topo muito bem o sentido das acções. Fazem e dizem coisas que, à partida, são inexplicáveis e completamente fora de contexto... São como flores que nascem no meio do cimento. Não há ali coerência nem mesura. É tudo desproporcional.

Pode ser que o tempo me permita visionar melhor o estado das coisas. Para já, estou confuso. Absolutamente confuso.

Um coisa é certa, eu cada vez percebo menos o ser humano. Começo a concordar com aqueles que dizem que os Homens são o grande mal desta parafernália a que chamam Mundo.

Sem mais,
Luís Gonçalves Ferreira

3 comentários:

  1. "O homem é o lobo do homem", dizia o Thomas Hobbes. Eu não poderia estar mais de acordo: com ele e contigo!

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  2. AnAndrade - Desde que li o Leviatã, de Thomas Hobbes, comecei a aprofundar esta minha posição negativista sobre o Homem. Depois veio Santo Agostinho e Occam que ainda influenciaram mais estas posições. E depois veio a AnAndrade (ou seja, tu) que, num comentário a um post, disse qualquer coisa como: "Acredito que o Homem seja inatamente mau, basta olhar para a maldade das crianças". Depois vêm as pessoas que comprovam, pelo malfazejo sobrehumano e quotidiano, que o Homem consegue ser muito negro.
    Um Beijo!

    ResponderEliminar
  3. O Homem está maluco. Nós estamos malucos!
    As pessoas, na sua maioria, nunca foram um poço de bondade em tempo nenhum. Sempre existiram os escravizados, os mal-tratados, os roubados, os violados...Filhos que batem as pais, pais que batem em filhos, avós abandonados em lares, bebés no lixo, crianças violadas pelos tios, PELOS PAIS. Miúdas da minha idade a raptadas, obrigadas a fazer filmes pornográficos nojentos, com homens nojentos.

    Somos uns cães Luís, não duvides!

    Hoje não vai beijinho, vai um VIVA às pessoas que ainda sabem amar, ajudar, sobreviver no meio desta selva.

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!