segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Aqui

É bom ouvir um som musicado com bons poemas. Adoro ouvir e sentir o que se canta. A música que toca actualmente no blogue preenche-me. Isso acontece pela voz levitante de Ana Carolina, mas essencialmente pela qualidade dos recursos linguísticos do poema que lhe dá corpo e alma. Aqui fica a letra *:

Aqui
Eu nunca disse que iria ser
A pessoa certa pra você
Mas sou eu quem te adora
Se fico um tempo sem te procurar
É pra saudade nos aproximar
E eu já não vejo a hora

Eu não consigo esconder
Certo ou errado, eu quero ter você
Você sabe que eu não sei jogar
Não é meu dom representar
Não dá pra disfarçar
Eu tento aparentar frieza mas não dá
É como uma represa pronta pra jorrar
Querendo iluminar
A estrada, a casa, o quarto onde você está
Não dá pra ocultar
Algo preso quer sair do meu olhar
Atravessar montanhas e te alcançar
Tocar o seu olhar
Te fazer me enxergar e se enxergar em mim

Aqui
Agora que você parece não ligar
Que já não pensa e já não quer pensar
Dizendo que não sente nada
Estou lembrando menos de você
Falta pouco pra me convencer
Que sou a pessoa errada

Eu não consigo esconder
Certo ou errado, eu quero ter você
Você sabe que eu não sei jogar
Não é meu dom representar
Não dá pra disfarçar
Eu tento aparentar frieza mas não dá
É como uma represa pronta pra jorrar
Querendo iluminar
A estrada, a casa, o quarto onde você está
Não dá pra ocultar
Algo preso quer sair do meu olhar
Atravessar montanhas e te alcançar
Tocar o seu olhar
Te fazer me enxergar e se enxergar em mim
Aqui
Compositores - Antônio Villeroy / Ana Carolina
Sem mais,
Luís Gonçalves Ferreira


*E cantem! Sabe bem cantar, nem que seja a desafinar.

5 comentários:

  1. : O
    É a música que oiço todos os dias, não consigo deixar de o fazer.
    +_+

    ResponderEliminar
  2. E cantar é tão bom, cantar, ouvir música, inventar, tudo relacionado com ela é bom :D
    Esta música é bonita, ali com o som do violoncelo no meio para ainda ficar melhor :p

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Não conhecia a música, muito menos o poema da letra. Mas realmente é brilhante *.*

    ResponderEliminar
  4. 'nem que seja a desafinar' Desafinar? Quem diz?
    É cantar e que se lixe.
    Adoro a Oração de São Francisco, tu sabes. *

    ResponderEliminar
  5. Tinha tantas saudades Luís :)

    As férias foram preenchidas e cansativas. Arrisco-me a dizer que estou mais cansada agora do que quando fui de férias. Felizmente, ainda vou ter uns dias para descansar na companhia da avó.

    Adorei a música, não conhecia. Sinto-me tão desactulizada...

    Beijinhoooo

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!