sábado, 26 de setembro de 2009

Amanhã

A reflexão está a terminar. Que o País, amanhã, me dê alegrias e não me preencha de medos e desilusões. Eu vou fazer a minha parte. Vou fazê-lo porque milhões de pessoas lutaram pela democracia. Não quero ser eu a empobrecê-la. Eu quero criticar. Só o voto, livre e consciente, me habilita e licencia a criticar, seja a AR laranja ou rosa, vermelha ou azul.

Lembrem-se, o recenseamento é automático. Não fiquem em casa. Não é campanha, nem uma bandeira, nem uma solicitação politizada. É um pedido de quem quer ser político numa democracia séria e organizada.

Sem mais,
Luís Gonçalves Ferreira

3 comentários:

  1. Eu ainda não posso votar, mas se pudesse iria...:)
    Acho que quem pode e não vai votar depois também não tem o direito de andar ai a criticar, afinal eles poderiam ter votado de forma a que as coisas podessem ter sido diferentes...:S


    :D Bjo

    ResponderEliminar
  2. Ai são 4? Menos mau, mas bahh odeio o homem!

    ResponderEliminar
  3. Subscrevo!!
    (a minha luta anti-abstenção há-de ser eterna!!)
    ;)

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!