sábado, 10 de outubro de 2009

Amiga imaginária

No auge de uma conversa no Facebook (com a minha estimável e fiel companheira CFe.) criei, oficialmente, as primeiras informações da minha amiga imaginária. São elas as seguintes:

Vai estudar Psicologia e vai ter 40 anos. Terá de seu nome: Roberta Paliativa dos Cuidados ao Mestre Criador. Será licenciada por Cambridge, Mestre por Oxford e Doutora por mim.

Da boca de CFe. saiu um "tu tens esquizofrenia."
Começo a desconfiar que sim. O que é estranho é que estas maluqueiras só acontecem no meio do estudo do Direito (in casu, das Finanças Públicas).
Consigo ficar satisfeito por conseguir talhar uma carreira baseada no delírio e na inconstância mental. Que Giro...

Sem mais,
Luís Gonçalves Ferreira
(ou) Roberta Paliativa

7 comentários:

  1. Como disseram os Maria Amélia: todo maluco, todo maluco, ooh...xD

    ResponderEliminar
  2. Não estás nada! Nem doido nem esquizofrénico! Eu acredito em sereias, remember? E estou quase na faixa etária da tua amiga. TRá-la!! Vou gostar de a conhecer. ;)

    ResponderEliminar
  3. Não acho isto nada insano, antes pelo contrario... muito inteligente. Ter uma amiga imaginaria com as características da tua deve dar muito jeito. Tem 40 anos, pelo que já tem experiência de vida. Estuda psicologia o que pode ser muito util para desabafar e ainda por cima é enfermeira (ou outro cargo qualquer) paliativa o que te ajuda , passo a citar, a "aturar os teus desfalecimentos".

    Eu concordo com esta palermice.
    Por exemplo, eu nao acredito que Fernando Pessoa fosse esquizofrenico nem maluquinho da cabeça, mas sim muito inteligente.
    Acho que a Roberta Paliativa devia ser um membro deste blog. :D

    ResponderEliminar
  4. Isso é muito mais saudável do que pensas ;) Mas diz-me: criaste a tal amiga na second life? Wow!

    ResponderEliminar
  5. Epah isso está complicado!
    Quando estiver contigo, queres que guarde uma cadeira p Roberta? Quando saberei que ela vai estar presente?
    Por que será que a Roberta é psicóloga?

    Eu acho que o meu amigo imaginário será psiquiatra: o caso envolve uma maior gravidade! Ainda não me decidi quanto ao nome e à idade. Não quero traçar as características inerentes à "personagem". Com o tempo, elas vão surgindo e adaptando-se àquilo que me faz falta.

    Bem, apesar de tudo um bom advogado tem que ter um quê de psicologia! Boa escolha...desculpa pela cópia, embora a minha seja um pouco mais 79 e a tua, vá lá, um 60 (nem 8 nem 80)hehe

    Cumprimentos p ti e p Roberta

    Neste momento, o meu amigo foi dar uma consulta. Sendo assim, despeço me sozinha
    Dra Cromo Filosófica

    ResponderEliminar
  6. Amigos imaginários dão sempre jeito...:D
    não te acho maluco por isso!!

    Beijinho...

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!