sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Leiam o Post Script, por favor

Querida cama,
Eu adoro-te, penso que já o sabes. Passo contigo os momentos mais confortáveis da minha vida. Suportas-me os REN e o NREM todos, sem nunca me sugares a energia sobrante do esforço que não faço para sonhar. Agrada-me os teus lençóis e os cobertores que por estes dias começam a fazer sentido. Aprecio-te a delicadeza dos tecidos e dos materiais que compõem o teu colchão. Gosto da madeira que te decora e da segurança dos teus braços armados em fortes.
Apesar de tudo isto, desilusde-me. Ultimamente tens me dado péssimas noites de sono. Acordo com dores de pescoço, cabeça e costas. Limitas-me o ângulo de movimentação de todos esses membros. Querida cama, a culpa só pode ser tua. Eu estou cada vez mais velho (pela inevitabilidade de existir) mas tu também o estás. Começa a ser urgente a tua substituição , porque eu não aguento mais. A sério. Eu detesto despedidas, mas acho que vais em breve para o telheiro mais próximo. Não aguento mais esta vida macaca que me proporcionas. EU ACORDO CANSADO, cara cama, e nunca consigo alargar as horas do meu sono para depois das 10. Isso frustra-me profundamente, principalmente às sextas-feiras. Cama, por favor, muda-te. Mas não me dês mais dores, ok ?

Sei que a cama não se muda sozinha, por isso já meti um requerimento ao poder económico familiar a solicitar a sua rápida substituição. A culpa não é directamente da cama, mas antes do colchão e da almofada. Daí ter estabelecido a prioridade de lutar por um colchão novo. Penso que o vou ter. Caso contrário, avanço para uma petição online (parece que está na moda e às vezes dá resultado). O Movimento será chamado de MdoCN (Movimento do Colchão Novo) e terá com o lema a seguinte frase: Este colchão fo"#-me as costas para c"#$$%.

Sem mais,
Luís Gonçalves Ferreira

PS.: Os aparentes sinais de esquizofrenia devem-se à falta de noites de descanso. Em caso de persistência dos sintomas consultem a casa de saúde mais próxima, por favor. Só peço uma visita de vez em vez.

10 comentários:

  1. Hehehehehehehe!! BOA!!
    E isso não é esquizofrenia, é a condição humana... ;)

    (Se e quando te decidires a vir para o Porto, serás SEMPRE bem vindo. Não imaginas o quento me tenho divertido nas aulas de Pensamento Crítico, sobretudo porque os alunos estão a gostar, segundo eles próprios me dizem...)

    Beijão.

    ResponderEliminar
  2. Quando criares a petição já sabes!
    Tudo pelo bem das tuas costas, prometo.

    ResponderEliminar
  3. O meu colchão ainda é o meu melhor amigo, boa sorte com o teu

    ResponderEliminar
  4. O meu colchão de Viseu temum mal: CHIA MUITO! ou seja, não posso estar completamente a vontade e virar-me quantas vezes me apetece pois posso acordar as minhas colegas de casa..
    Miséria de colchões...
    Assino a petição sem pensar duas vezes..lol

    ResponderEliminar
  5. Ahah , está brutal. Gostei muito. (:

    ResponderEliminar
  6. Lool, Brutal :)

    Está, não apenas criativa a ideia (uma carta à cama), como muitísimo bem conseguida (às vrezes a ideia nao chega).

    Quando dizes que acordas cansado, isso significa (agora a sério) má qualidade de sono, que regra geral se deve a stress, etc., ou seja, a pessoa pode dormir muito que nem por isso retemperou forças, nem por isso o sono foi bom. Mas tu sabes as causas. Foi apenas um à parte.

    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Muda de cama, mas jamais deixes que te façam a cama. :)

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!