domingo, 29 de novembro de 2009

O Natal começa mal

Olha que lindo: Uma árvore iluminada no Parque Eduardo VII, em Lisboa. A jornalista fala de partilha e de emoção. Uma árvore portuguesa, na capital portuguesa, como personificam do mundo e do sentimento do natal português. Daqui de Braga não se ouve nada nem se sente coisa alguma.

Onde está sediado o governo da República? Em Lisboa.
Onde estão os melhores espectáculos de música? Em Lisboa.
Onde são instaladas as melhores lojas, as melhores marcas e as maiores novidades? Em Lisboa.
Onde é a Cimeira Ibero-americana? Na Grande Lisboa.
Onde há teatro em todas as esquinas? Lisboa.
O que é Portugal? Lisboa não é de certeza. O Portugal verdadeiro não está na Praça do Comércio nem no Parque das Nações nem sequer no Parque da maior árvore que se iluminou neste cantinho.
O que é a Província? Tudo aquilo que é português mas que não rima com o cosmopolitismo da bela Lisboa.
É complexo de inferioridade? Não, é irritação.

As televisões generalistas comportam-se como se todo o espectador vivesse e sentisse como um lisboeta. É a capital administrativa não uma fonte de prudência, bons costumes e modus vivendi.

Nervoso, caro Luís? Muito, muito e muito. Tanto que nem consigo expressar em pleno o descontentamento quanto a este centralismo político, económico e social completamente submundista.

Sem mais,
Luís Gonçalves Ferreira

6 comentários:

  1. Um qualquer político do PSD (não em recordo no nome, apesar de o conhecer...penso que seja algo Mendes) veio falar esta semana sobre esse exacto assunto, mas puxando a sardinha à brasa do Porto.
    Concordo plenamente em tudo o que aí escreveste.
    Os media só vivem de Lisboa, o resto é paisagem para fazer novelas ou reportagens de fim de semana.

    ResponderEliminar
  2. Sylvie - Ando sincronizado com o meu partido, então. :D O pior é que até a Red Bull Air Race vai, pelos vistos, para Lisboa. É a calamidade pública e merece uma manif. :D Beijooo!

    ResponderEliminar
  3. Ya ya...esse tal político falou nesse caso da Red Bull.
    Porto a capital de Portugal :D (ou Braga)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Não consigo compreender os teus pontos de vista, as tuas Criticas... não fazem sentido. Julgas mas sem apresentar Soluções.

    Criticas, Criticas sempre pelo lado negativo... para tentares criar uma personagem mais astuta do q na realidade és.

    ResponderEliminar
  5. S. - Primeiro, sê muito bem-vindo a este espaço. Eu digo aqui em cima para comentar sem medo e pimenta. Não te censuro. Contudo, é muito engraçado criticares o meu lado negativo quando tu próprio o fazes, em seara alheia, ao criticares negativamente o meu blogue. Falta de coerência?
    Estas opiniões que aqui vês são exactamente isso: opiniões. As minhas, meu caro/a, têm rosto e um nome, estão identificadas. Tudo o que digo sei porque o faço e em que medida o divulgo. Sou responsável por aquilo que escrevo. Não me envergonho do que sou e digo, neste ou daquele espaço. O grande sinal de superioridade que poderias ter dado, antes disto, era mesmo teres nome. Mas aí não chego nem posso chegar.

    Se me conhecesses pessoalmente ou fosses mais a fundo no blogue saberias que eu não me limito a apontar defeitos às coisas. Conheço, apesar de tudo, as minhas limitações. Há imensa pró-actividade em mim, mas mais pessoalmente. Felizmente, não sobrevivo só de palavras, apenas vivo com elas. Só isso.

    Beijo ou Abraço,
    Luís Gonçalves Ferreira

    :)

    ResponderEliminar
  6. S - Mais uma coisa: Aqui não há personagens. É tudo verdadeiro. Excepções feitas à minha Roberta Paliativa ou os textos em itálico que me baralham o sistema identitário. De resto, sou mesmo eu que penso isto. Lá está, tenho nome próprio, apelido, rosto e sensações. Sou humano.

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!