terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Azedume e indisposição

Cada vez estou a ficar mais azedo e mal-disposto. Mandam-me falar para as paredes. Acho que vou fazê-lo. Assim não sai ninguém magoado, mas continuam a chatear-me a cabeça com perguntas parvas.

Luís Gonçalves Ferreira

5 comentários:

  1. Não podes ficar azedo nem mal-disposto . Se te mandam falar para as paredes ou para outro sitio qualquer manda-os também mas claro sem os magoares muito porque assim eles também não magoam e se te continuarem a melgar-te a cabeça com perguntinhas parvas melga-os também a ver se eles gostam :P

    Tens de saber dar o troco mas com carinho :P

    Beijinho querido

    ResponderEliminar
  2. Deselegante mas verdadeiro, pq concordei contigo no que disseste :s
    Mas à frente. Não fales para as paredes, fala antes pra mim que (certamente gostaria) gosto de te ouvir.

    Muuuak*

    ResponderEliminar
  3. Não quero cair no banal (nas tipicas coisas que se dizem). Mas sei, e sim, com muita muita certeza que tens algo na tua vida que se pensares bem te fará arrumar com as coisas más =)

    Um beijo, Francisca.

    ResponderEliminar
  4. Ah e olha que falar com as paredes não é nada mau. Falas, falas, falas e elas não te dizem para te calares nem te fazem perguntas parvas.

    Eu cá sujeito-me a falar comigo, só comigo baixinho para nem as paredes ouvirem!!! Elas costumam ter ouvidos!

    Que se está a passar? Também ando com um humor não muito agradável! Será um virus tipo a gripe A?

    Dra Cromo Filosofica

    ResponderEliminar
  5. Gostei do "azedume e indisposição", mas... gostei mesmo foi da sinceridade.

    Desejo-te uma excelente entrada de ano novo, com uma dose alta de bom humor para 2010 ok? rs

    Forte abraço!

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!