sexta-feira, 19 de março de 2010

Assim, uma conclusão intelectual

É bom transgredir, de vez em vez, a linha que nos entrelaça a boca, os braços e tudo o que mexe. O laço forte que nos prende são os preconceitos, convenções, e demais apetrechos dos outros em nós. Melhor que tudo, é saber que alguém nos acompanha. Pior que os atilhos voltam ao seu lugar, logo a seguir. Basta que um encontro inesperado com mais um ser acorrentado. 
Somos, irremediavelmente, um bicho social. Com o seu quê de animal e de cultural.

Luís Gonçalves Ferreira

3 comentários:

  1. Concordo contigo! Não nos faz bem contermo-nos sempre. Mesmo que não seja a atitude com melhores consequências, sentimo-nos aliviados.
    ps, gosto do novo visual do blogue (:
    Beijinhoos!

    ResponderEliminar
  2. É mais uma verdade. E queirámos ou não é assim e será assim.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  3. Boa filosofice!

    E como ainda não comentei o novo design do blog, aproveito agora para o fazer! Está mesmo giro (:

    Beijos

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!