sexta-feira, 23 de abril de 2010

Sobras que são gente

Fingir não perceber é uma forma para mais tarde vir a perceber alguma coisa. Há pessoas que não são facilmente desmontáveis. Outra dão-se (falsamente) de mais. Outras ainda vão-se dando e conquistam-nos. A espécie de gente que mais gosto é esta última. Estimulam o que em mim há de melhor: a curiosidade. E fico mais esperto e desperto. 
No meio disto tudo consigo concluir que as pessoas são complexas, porque nem se conhecem. É como comprar Chocotic por ter embalagem parecida com a Chocapic. Mais tarde ou mais cedo, nem que seja ao provar, vamos concluir que X é postiço e Y é original. E isto não é nenhum anúncio de televisão. É a vida como um desfile de pessoas com sabores diferentes e slogans parecidos.

Parvoíce? Sim. A que me sobra antes do teste de Teoria que não vou.

Beijos e Abraços,
Luís Gonçalves Ferreira

5 comentários:

  1. Luís, é fato que em algum momento as pessoas se mostram, porque palavras podem ser criadas com facilidade, decoradas de um belo texto, e alguns gestos, de tão estudados, também. Mas a convivência é algo implacável e, cedo ou tarde, a pessoa se trai, deixando sua máscara cair. Alguns enxergam por além das máscaras, mas isto é algo que eu, infelizmente, ainda não sei fazer com exatidão, o que me leva, muitas vezes, a ter que "experimentar" e só saber identificar pelo "gosto". Mas um dia eu chego lá...

    E você, como sempre, escrevendo magnificamente tudo o que muitos sentem, inclusive eu.

    Abraços, Luís!

    P.S.: Não vai no teste de Teoria??

    ResponderEliminar
  2. Tenho um bom exemplo disto... Conheço sobras que são gente. No entanto, são considerados maginificos e brilhantes. O que me leva a crer que os critérios de gostarmos de uma pessoas são os mesmos, mas diferem de pessoa para pessoa. Ás vezes pergunto-me como é possivel que gostem desse tipo de pessoa... enfim. Gostava de poder explicar melhor, mas não tenho paciência. apenas, compreendo e concordo com o que escreveste. Beijo*

    ResponderEliminar
  3. Grande verdade.
    Mas afinal haverá alguma pessoa que não seja um bocadinho de todas as outras? é muito dificil falar acerca disso. Nem tento tão pouco!

    Um grande beijo.

    ResponderEliminar
  4. "É a vida como um desfile de pessoas com sabores diferentes e slogans parecidos." Nem mais.
    Um beijinho Luís.

    ResponderEliminar
  5. Todo o teu texto é uma "declaração não séria"
    lol

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!