sábado, 5 de junho de 2010

Rumo

Eu juro que queria escrever um bom texto sobre nós. Mas não consigo. Não posso dizer mais nada. Acho que já percebeste tudo. Entendeste tudo. Descortinamos, juntos, vários segredos. Dei-te de mim mais do que qualquer pessoa, algum dia, ousou pedir. Estes últimos tempos não têm sido fáceis para mim, e tu, na condição de estrela, continuas aí, a cuidar de mim. Ponto cadente, este que me fez descobrir muitas coisas e até destruir dogmas. Leve isto o rumo que levar quero que saibas, agora, que ficarás para sempre no meu coração. Não é uma prisão. Nem é uma dependência. É vida. E guardar-te-ei na condição de "pessoa que me fez viver intensamente". Daí só te ter que agradecer por tudo. 

Luís Gonçalves Ferreira

6 comentários:

  1. É vivo tudo isso que aqui deixou escrito. Como é vivo tudo o que deve levar contigo. Está aí a razão pela qual as pessoas passam por nossas vidas.

    É intenso enquanto dura e pra sempre será inesquecível. Acredito nas coisas que terminam sem ter um fim, levo sempre isso comigo.

    Seu texto é tão cheio de verdade que me fere a alma. Fere-nos.

    Beijo enormeeeeeeeeeee!

    ResponderEliminar
  2. É tão bom quando encontramos assim alguém (:
    É assim que te quero: feliz :)

    Beijinhoo

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito Luis
    É tão bom quando encontramos uma pessoa que nos completa e que nos deixa feliz :)

    Beijinho *

    ResponderEliminar
  4. Sem dúvida gostaria também de puder voltar a transmitir esse sentimento

    ResponderEliminar
  5. Por acaso o vermelho é a minha cor favorita, se bem que estava/estou inclinada também para o rosa ou o amarelo. Mas pronto... Não sabia que se contribui para a luta contra a sida na compra do vermelho.. :o
    Beijinhos rapaz!
    Andas pouco por estes lados, agora. É pena.. Gosto de te ler todos os dias :)

    ResponderEliminar
  6. «Leve isto o rumo que levar quero que saibas, agora, que ficarás para sempre no meu coração. Não é uma prisão. Nem é uma dependência. É vida».

    quanta ternura. nao posso ter a certeza mas julgo que pessoas 'dessas' nos acompanham para sempre ca dentro. *

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!