domingo, 4 de julho de 2010

Carta Aberta III

Não sei quem controla isto tudo. Não sei. Mas queria pedir, senhor que estabelece a ordem de afazeres, para teres mais calma. Muita mais calma. Respira fundo e lembra-te que sou só um. Não consigo fazer tudo em simultâneo. Estás-me a cansar. Muito. E isso não é bom, porque deixo de ser óptimo em vários quadrantes que me solicitas soluções. Mais, sinto-me a ficar com ar. Estou numa gaiola. E não é justo. 
Estou a ficar sem ar, senhor. E já só consigo respirar lentamente. 

Luís Gonçalves Ferreira

4 comentários:

  1. Como eu te compreendo, precisas de um tempo só para ti, para cuidar das tuas coisas sem pressas, precisas de descanso e de algo que te faça voltar ao teu estado normal.

    Beijinho *

    ResponderEliminar
  2. Como queria ajudar-te e poder seu um anjinho nem que só por segundos. Força Luis.

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!