quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Espero chegar ao fim ao teu lado...

Sonhei que te ia perder... Acho que já não posso mais lutar contra nada. Acho que não consigo fazer mais nada. O rio corre, levemente, por meio dos meus pés molhados de ti. O coração, que outrora tirei para pôr dentro de ti, está a mudar de morada e, finalmente, regressa a mim... Dói bastante. As pedras continuam quentes. O sol está frio. E o tempo corre rápido neste relógio parado. A energia e o calor e o sabor querem voltar, mas eu teimo em não deixar... Acho que isto um dia vai passar. Espero chegar ao fim ao teu lado...

Luís Gonçalves Ferreira

Sem comentários:

Enviar um comentário

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!