quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

20 de Janeiro

Avó, dizer que tenho saudades tuas é pouco para expressar a ausência que me sufoca o coração. Lembro-me, todos os dias, de quando saímos os dois e me oferecias pedaços de felicidade. Eram singulares esses momentos... São únicos esses presentes que guardo no coração. Sabes, Avó, tenho muitas saudades tuas... O teu sorriso. A tua companhia. E a leveza pela qual transportavas os corações dos outros para um universo mais feliz. 
Avó, querida mãe, fazes-me muita falta. E um dia, para a frente, hei-de erguer muitos brindes à mulher que me viu crescer até onde o corpo conseguiu. Agora, lá longe, aguardo-te, todas as noites, na estrela que me visita no quarto, no espaço e no amor que os outros depositam em mim. 
Avó, amo-te. 
Com todas as letras. 
Mas... isso nem precisava escrever para ser verdade.

Luís Gonçalves Ferreira

4 comentários:

  1. Perdi a minha avo ha mais de 6 anos.Ela era a pessoa mais importante da minha vida e eu nao poderia descrever melhor os meus sentimentos por ela....obrigada!!!!

    ResponderEliminar
  2. O ser humano realmente tem que ser muito forte.
    Deve ser uma dor agoniante perder alguem de quem se gosta e continuar cá.
    Beijinho my love*
    Ni

    ResponderEliminar
  3. A tua avó é das pessoas mais maravilhosas que já conheci... Eu também tenho saudades dela.. da alegria que ela trazia sempre que vinha cá falar com a irmã, irmã essa que eu tanto amo. Recordo a tua avó muitas vezes... Com alegria... e nostalgia.
    Um beijo muito grande para ti meu primo.
    Gosto de ti. =)

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!