quinta-feira, 14 de abril de 2011

Falar em silêncio

Faz silêncio, alma. Faz silêncio. Faz silêncio e ouve-te a ti mesma, nesta surdina louca. Faz silêncio, faz. Não mintas. Segue em frente, alma. Descola-te dos vícios. Sai-te do eixo confortável em que o teu barulho te permite a estar. Alma, reflexo do corpo, almofada das setas da consciência, deixa-te levar em ti. Fala e faz silêncio. Fala contigo. Alma, nobre ser sem ser, fala. Em silêncio. É isso que a alma faz ao corpo: fala-lhe em silêncio e eleva-o a um outro patamar existencial.

Luís Gonçalves Ferreira

3 comentários:

  1. Dizes-se muito mais falando em silêncio.

    ResponderEliminar
  2. Gostei imenso do teu blog, continua :)

    Cães ou gatos? És tu quem decide em:

    http://palavrasdechocolate.blogspot.com/2011/04/caes-ou-gatos-pros-e-contras.html

    Visita e da a tua opinião sobre o assunto!

    ResponderEliminar
  3. Como sempre, palavras que me encantam em tão poucas linhas Luís, palavras tuas ! Adoro! :)

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!