terça-feira, 7 de junho de 2011

Facto

Vou escrever, sim vou escrever. Tenho simplesmente saudade de o fazer e, sem ser condicionado, tudo dizer. Quero-te, desejo-te, mas sei que te estou a perder. E perder aquilo que nunca se teve é talvez o maior destilar solitário de nós mesmos. Não é a primeira, nem a segunda nem tão-pouco a terceira vez. E tudo seria mais fácil se não fosse verdade.

Luís Gonçalves Ferreira

2 comentários:

  1. O sentimento de perder algo que nunca se teve mas que se desejou com todas as forças trás muita tristeza e um grande aperto dentro do peito, talvez por nos sentirmos impotentes ao não conseguirmos evitar que tudo isso aconteça, mesmo diante dos nossos olhos. No entanto, não deixes esse sentimento negativo levar-te para muito longe. Ao doer, significa que estás vivo, que sentes, que és humano, e isso é bom, és capaz de ter emoções fortes. Mas calma, o mundo é tão vasto, tão grandioso e tão belo! Não deixes que a tua alegria de viver seja encoberta tão facilmente :)

    ResponderEliminar
  2. adorei querido , nem sei o que dizer pois estas tuas palavras estão incriveis .

    Beijinho *

    ResponderEliminar

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!