terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

A primeira vez de Deus

De: deus@eden.uni
Para: comunicacaoexterna@eden.uni

Bcc: arcanjomiguel@eden.uni; arcajogabriel@eden.uni; agostinho@eden.uni; tomasdaquino@eden.uni; dep.informatica@eden.uni; ministeriofazenda@eden.uni; comissoes.geral@eden.uni

Assunto: Deus | Criação da Conta Pessoal de e-mail

O departamento de informática do Éden comunicou-me, há dois dias, acerca da sugestão, por parte do Ministério da Informação e Comunicação Terrena, para a criação de uma conta pessoal de e-mail, por forma a agilizar os processos de informação entre o meu gabinete e todas as unidades. Lembro que as mesmas já possuíam tal tecnologia desde há uns meses, sendo que, como é do conhecimento comum, possuo uma certa renitência à utilização de novos recursos de comunicação. Depois de ter sido contratado um redator pessoal, com a devida aprovação da Fazenda do Éden, para me aproximar da utilização dos computadores, constatei que esta ferramenta permite um maior nível de poupança. Pretendo assim transmitir uma dupla mensagem: a de aproximação entre a realidade dos subalternos e a estrutura administrativa dos céus; e a emissão de um sinal de modernização da hierarquia que trata dos assuntos metafísicos.

Posto isto, venho, por este meio, comunicar a todos os departamentos o endereço pessoal através do qual posso ser diretamente contactado, assim como a vontade expressa que todo e qualquer assunto, de hoje em diante, seja tratado por esta via. O meu redator pessoal passará a exercer tarefas no campo da revisão e aprovação das mensagens a serem diretamente respondidas por mim, sendo que assuntos de menor gravidade devem ser remetidos para arcanjogabriel@eden.uni. Peço-vos algum bom senso no campo de definição daqueles que são “assuntos de menor gravidade”. Caso verifique indisciplina de vossas excelências, encarregarei os meus doutores (São Tomás de Aquino e Santo Agostinho de Hipona) da resolução dogmática e filosófica de tal questão, com a devida complexidade que lhes é notória e reconhecida.

Fica o meu profundo e humano desejo de que, através desta medida, fiquemos mais próximos e interligados, posto que a ferramenta da internet, com havia explicado aquando da sua aprovação em Concílio, é a que mais se aproxima do conceito de deus que hoje reconhecemos como nossa. Lembro que a internet nos permite um mais rápido acesso à informação dos homens, sendo do interesse do Éden a sua ampla democratização e banalização. É com elevado gosto que assisto ao desenvolvimento do Facebook, tendo-se esta rede social tornado num dos maiores sucessos criados pela Comissão Para o Controlo das Informações Humanas. Conseguimos, através dela, ficcionar a liberdade dos homens, no que ao controlo das suas vidas e informações pessoais diz respeito, fazendo com que o trabalho de recolha de dados seja assegurado por eles próprios, retirando o divino da centralidade das suas vidas. Assim, é-nos dado espaço mental e físico para a reorganização interna e para a definição paulatina da estratégica a seguir, no futuro, na reconfiguração do nosso papel na vida do Homem. Recordo que, pela via destes novos mecanismos de informação, poupamos recursos económicos e humanos, podendo estes ser disponibilizados e mobilizados para a resolução de conflitos mais sérios e urgentes. 

Com elevada estima e consideração, me subscrevo,

Deus
Chefe de Estado do Governo do Éden, Cúpula da Administração Central, Senhor de Aquém e Além Tempo e Espaço, Potência entre todas as religiões, Mestre da Filosofia, Controlo da Matemática, Medicina e do Direito, Magnífico líder dos Anjos e das Realidades Celestiais, Patrono dos Santos, Servo das Obrigações, Rei e Arquiteto das Artes e Expressões. Escravo da vontade do Destino.

Luís Gonçalves Ferreira,
a respeito do 20.º Concurso Nacional de Escrita Criativa, cujo desafio era escrever o primeiro e-mail de Deus. 

1 comentário:

Vá comenta! Sem medo. Sem receio. Com pré-conceitos, sal e pimenta!